Nouvelle Bresilienne

Revista francesa de ficção científica Galaxies 43 publica

conto brasileiro ‘Pindorama’

 

A primeira publicação internacional a gente não esquece! Meu conto ‘Pindorama’ acaba de ser publicado na edição 43 da revista francesa Galaxies (edição digital e impressa). Ainda não recebi a impressa, mas a capa e o sumário estão aqui. ‘Pindorama’ foi meu segundo conto publicado em livro, selecionado para a antologia ‘Contos Imediatos’, (Terracota, 2009), organizada por Roberto De Sousa Causo e publicada por Claudio Brites. O conto foi traduzido para o francês por Jean-Pierre Laglie e editado por Pierre Gévart. Na edição francesa, o conto é acompanhado de um glossário tupi-francês. Allons-y!

galaxies43capa

Capa final da edição 43 da Galaxies Science Fiction.

CONTOS IMEDIATOS – Pindorama foi publicado originalmente na antologia Contos Imediatos (Terracota, 2009), organizada por Roberto de Sousa Causo e editada por Claudio Brites, cm capa de Claudio Mor. Entre os contos selecionados estavam: Estranho no Paraíso (do veterano Jorge Luis Calife, autor da clássica trilogia nacional ‘Padrões de Contato); Déjà-vu (de Luiz Braz, também conhecido como Nelson de Oliveira, um dos mais renomados autores da literatura mainstream contemporânea); Netúnia e Libra Quatro (de Ataíde Tartari); Cibermetarrealidade (Tibor Moricz); Rejeição (Chico Pascoal); O Olho que tudo vê (Ademir Pascale); Camarões do Espaço (Miguel Carqueija); Acesso Negado (Tatiana Alves); Singularis Veritas (Mustafá Ali Kanso); Noite (João Batista Melo); e Pensamento (de André Carneiro, o primeiro autor brasileiro de fc publicado no exterior). O volume era complementado pelo ensaio ‘Um Gênero, Diferentes Olhares’, de Ramiro Giroldo, da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, pesquisador da ficção científica brasileira. O livro foi lançado na Livraria Martins Fontes da Avenida Paulista, dia 28 de novembro de 2008, com a presença de vários autores.

contos-imediatosPINDORAMA

Livremente inspirado na música ‘Um Índio’ de Caetano Veloso, conta a história do guerreiro tupi Tibiriçá, conduzindo sua tribo, Guaçatara, o ‘povo-andarilho’, até a Montanha Sagrada, para o encontro com Sumé, um ‘índio vindo das estrelas’. Mas o destino de Tibiriçá e seu povo tomou rumo inesperado.

Segundo Causo, meu conto foi o último a chegar para a seletiva, que já tinha recebido dezenas de outros. Até então, eu tinha publicado (fora quadrinhos) meu primeiro conto somente em agosto do mesmo ano, em outra seletiva da Terracota, ‘Território V – Vampiros em Guerra’.

De lá para cá, foram outras 15 antologias, entre contos e noveletas. A carreira de Pindorama não terminou ainda. Para 2017, deverá ter outra republicação, nacional, ainda a ser confirmada.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: