LANÇAMENTO

Deus, o Diabo e os Super-heróis no País da Corrupção

Misturando trama policial com super-heróis no Brasil de hoje, livro será lançado nesta quinta em Catanduva (SP)

 

Por menor que seja o cenário cultural de uma cidade de porte médio como Catanduva (SP), com 120 mil habitantes e a 380 kms da capital do Estado, eventualmente surgem aqui ou ali na área da criação ficcional alguns autores, quadrinistas como Alex Sander, de Duas Vidas Giramundo e até animadores, como Jonathas Donathas, finalista do Prêmio Le Blanc em animação. Nada mais adequado para uma cidade cujo símbolo tradicional é uma bruxa do que a literatura fantástica, gênero em que também escrevo.

Na próxima quinta-feira, dia 26, durante o período noturno, acontece no Brauhaus Pub (Av. Engenheiro José Nelson Machado, 1850 – Catanduva (SP) o lançamento do livro “Deus, o Diabo e os Super-heróis no País da Corrupção”, de Fernando Fontana. O evento contará, além do autor autografando a obra, show com a banda Plebeus, de rock clássico.

O LIVRO
“Deus, o Diabo e os Super-heróis no País da Corrupção” flerta com os quadrinhos de super-heróis, como se eles existissem realmente e como seria sua atuação num país como o nosso, assolado por crises e corrupção desenfreada. Nesse sentido, interage com obras como Watchmen e Top Ten, de Alan Moore ou Powers, de Brian Michael Bendis.

No livro, o detetive Lucca Carrara é um ex-policial do Departamento de Crimes Supranormais, cujos principais amigos são a cerveja, o cigarro e o falecido escritor Charles Bukowski, com quem conversa ocasionalmente em seus delírios. Lucca aceita investigar um possível caso de adultério do Patriota, o mais amado e poderoso super-herói da nação. Essa investigação o colocará em rota de colisão com os interesses de homens poderosos, ameaçando a sua vida. Para completar sua missão, ele contará com o auxílio de uma prostituta com super poderes, um mendigo voador, um ex super-herói de corpo blindado e do homem mais sortudo do mundo.

“Ao escrever o livro, imaginei como seria o nosso país se super poderes fossem uma realidade, e como se comportariam os super-heróis”, disse o autor. “Falar sobre corrupção foi uma escolha óbvia, uma vez que acredito ser ela um câncer que se alastrou por todas as esferas de poder”.

Ainda segundo Fernando Fontana, Lucca Carrara não é um herói em traje reluzente como o Patriota, ou um vilão, é um sujeito repleto de tons de cinza, uma pessoa comum com algumas qualidades e muitos defeitos, tentando sobreviver mais um dia em uma realidade cada vez mais hostil e onde as pessoas se acostumaram com o absurdo.

Os principais vilões do Superman e do Batman, Lex Luthor e Coringa, respectivamente, não tem super poderes, mas são capazes de um estrago sem tamanho na vida dos heróis. Luthor, em uma das versões dos quadrinhos que o autor mais gosta, é um dos homens mais ricos do mundo, e capaz de qualquer coisa para conseguir poder. O ódio que nutre pelo Superman, vem justamente do fato dele não poder ser comprado e não se submeter às suas ordens.

“O Coringa é um agente do caos, um psicopata sem limites que mata pessoas como se matasse moscas inconvenientes”, complementa. “Eu creio que os nossos políticos corruptos sejam uma mistura macabra de Lex Luthor e Coringa, sem super poderes, mas capazes de qualquer coisa para conseguir dinheiro e poder, inclusive matar centenas de milhares de pessoas nas filas dos hospitais ou vítimas da violência crescente em nossas cidades, sem apresentar um pingo remorso”. compara o autor que eles são nossos grandes vilões e estão presentes no livro, mas que infelizmente faltam heróis para combatê-los.
Fernando Fontana já começou a escrever seu próximo livro, no mesmo universo de seu detetive e com outros personagens.

Entre os escritores que influenciaram o autor, estão o falecido Charles Bukowski (Misto Quente, Notas de Um Velho Safado), além de Chuck Palahniuk (Clube da Luta, Sobrevivente). Bukowski aparece em mais de uma oportunidade no livro, e o próprio Lucca Carrara é inspirado no detetive Nick Belane, protagonista de Pulp, último romance escrito por Bukowski, pouco antes de morrer em 1994, aos 73 anos de idade.
Nos quadrinhos, outra fonte de inspiração do autor, estão entre seus preferidos Garth Ennis (Preacher, Justiceiro), Alan Moore (Watchmen, Batman – A Piada Mortal) e Grant Morrison (Homem Animal, Asilo Arkham).
“Eu me diverti muito escrevendo esse meu primeiro romance e torço (como todo escritor iniciante, imagino eu) que os leitores gostem dele tanto quanto eu gostei de escreve-lo”, finaliza.

 

O AUTOR
Fernando Fontana tem certeza de que a dúvida é o melhor caminho, torce para a Seleção da Islândia, chorou em praticamente todos os desenhos da Pixar, e acredita que os alienígenas não falam com a humanidade, pela mesma razão que a humanidade não conversa com as formigas, embora provavelmente as formigas façam bem mais sentido do que os seres humanos.
Nasceu em Catanduva, interior de São Paulo, onde cresceu jogando RPG, lendo quadrinhos e assistindo filmes. Suas habilidades sociais se restringem ao básico, e seus vícios incluem chocolate, refrigerantes de cola, charutos, serviços de streaming e outras drogas legalizadas.
Diz ser fã de Alan Moore, Garth Ennis, Charles Bukowski, Guy Ritchie, Tarantino e Tyler Durden, e que suas obras influenciaram sua maneira de escrever, mas, na verdade, gosta mesmo é de assistir as reprises do Chaves.
É formado em História, e foi professor nos cursos de História e Psicologia do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva (IMES), atividade que abandonou em 2017, visando manter a sanidade de seus alunos.
Atualmente trabalha no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e mora com a esposa, o filho e o cachorro, na mesma cidade onde nasceu.

 

 

SERVIÇO
Lançamento: dia 26 de julho, entre 20:00 e 22:00 no Brauhaus PUB em Catanduva. O livro estará a venda por R$35,00, e tem 266 páginas. Após os autógrafos, haverá um Show de Rock Clássico com a banda Plebeus de São José do Rio Preto. A entrada é gratuita.
Dias 18 e 19 de agosto:
Beco dos Artistas, na Intercomic 2018, maior evento Nerd, Geek, Maker e Pop do Interior paulista, no Centro de Eventos do Ribeirão Shopping. O autor estará autografando os livros e trocando ideias com quem comparecer.

Também é possível adquirir o livro no site da Editora Viseu:

https://www.editoraviseu.com.br/pt/livros/236/deus-o-diabo-e-os-super-herois-no-pais-dos-corrupcao/

Facebook:
http://www.facebook.com/ddsnopaisdacorrupcao

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: